Rádio J.SID
Publicidade
Candeias/BA
Min.
Máx.
Estabilidade para gestantes não vale para empregadas temporárias
25/11/2019

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu que empregadas gestantes contratadas para trabalho temporário não têm direito à estabilidade prevista na Constituição. A decisão foi acatada pela maioria dos ministros em sessão, no dia 18 de novembro. A partir da ação, a aplicação poderá ser feita nos processos que estão em andamento na Justiça do Trabalho em todo o país.

 
 
 

A estabilidade é garantida com base no artigo 10 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição, que proíbe a dispensa arbitrária ou sem justa causa da “empregada gestante, desde a confirmação da gravidez até cinco meses após o parto”. No entanto, sempre houveram divergências na Justiça sobre a validade para trabalhadoras sem contrato por tempo indeterminado.

Ao julgar o caso definitivamente, prevaleceu a manifestação da ministra Maria Cristina Peduzzi. Segundo ela, a estabilidade  não pode ser aplicada a casos de trabalhadoras temporárias. Apesar da decisão, cabe recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF), que poderá anular o julgamento do TST. (Metro1)

Fonte: Voz da Bahia
Programação Musical
19:16 as 24:00
Publicidade
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Rua nova Candeias, 25a - Candeias/BA
Ligue agora
(71) 9672-8687
Horário de atendimento
08:00 AS 18:00 HS